Eu tenho um chamado

(Foto: Jeff Jacobs / Pixabay)

(Foto: Jeff Jacobs / Pixabay)

Publicado em Terça-feira, 23 Novembro de 2021 as 1:13

Todo chamado nasce de um propósito divino. Nunca um chamado verdadeiro nasce de um desejo humano.

Ao olharmos para palavra de Deus e observarmos as pessoas que foram chamadas para realizar algo, podemos ver algo incomum nelas, elas foram chamadas para resolver um problema, sarar uma dor, ser um libertador para alguém, para um povo ou para uma nação, e outro ponto a ser observado é que quando essas pessoas foram chamadas por Deus, o Senhor não levou em consideração as habilidades, ou os talentos, mas sim a disposição de cada um.

Olhe para Davi, ele estava trabalhando no pasto cuidando das ovelhas de seu pai quando recebeu o chamado de Deus. Podemos ver também Eliseu, estava em plena atividade quando foi chamado por Deus através do profeta Elias.

Jesus quando foi chamar seus discípulos para caminhar com Ele e se engajarem no propósito do Pai, Ele foi buscar homens que estavam trabalhando. Pedro e seu irmão estavam pescando, Mateus trabalhando na coletoria de impostos, e observe que nenhum deles era orador, influenciador, e tão pouco carismáticos, e mesmo assim foram escolhidos para serem transformadores de uma geração, geração esta que nos impacta até hoje e continuará impactando através da vida que flui do testemunho deles.

Pensando assim lembro-me do que Jesus disse em João 15.16 - Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

Então podemos afirmar que junto com o chamado vem o direcionamento e a capacitação, pois foi assim com Davi, pastor de ovelhas e harpista, Deus o ungiu REI, dando direcionamento e propósito a sua chamada. E Pedro, logo em sua chamada Jesus foi muito claro “Te farei pescador de homens”; com Paulo Jesus diz “Vaso escolhido para sofrer pelo meu nome”, ou seja, Paulo seria um homem que levaria a Palavra por meio de sofrimentos, mas que alcançaria milhares de pessoas.

Efésios 4:11-12 - E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;

O chamado verdadeiro traz consigo convicções mesmo em momentos de adversidades. A pessoa que realmente entendeu que foi chamada por Deus, ela supera as adversidades entendendo que o propósito pelo qual foi chamado é bem maior que o momento que está vivendo.

Romanos 8:28 - E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Posso testemunhar a respeito do meu próprio chamado, quantas coisas, projetos, ideias eu quis fazer por mim mesmo, algumas vezes olhando para outras pessoas vendo que estava dando certo para elas e achando que ia dar certo para mim também. Fiz “tudo certo”, mas deu tudo errado, eu ficava frustrado, triste, e muitas vezes me sentia incapacitado, mas me lembro um dia que fui orar e Deus me falou claramente da seguinte forma; − Eu te chamei porque vi em você algo que não vi nos outros, por isso te dei um chamado específico, seja você! Então comecei fluir e não mais fazer. Quem entende seu chamado não faz, mas flui, e este fluir nos dá descanso, pois passamos a entender que aquele que nos chamou estará conosco todos os dias nos animando, fortalecendo, nos dando os recursos necessários para o desempenho de Seu propósito.

Se entendermos o real sentido do nosso chamado tudo ficará mais leve; O chamado é nosso, mas o propósito é DELE.

Alexandre Grego é Pastor, Bacharel em Teologia, Life Coaching, e escritor dos livros “Somos Flechas”, “E Urias?” e “Não existe família perfeita, existe família feliz”. Também é conferencista nas áreas de liderança e casais. Exerce sua atividade pastoral no Ministério Apostólico Koinonia, na cidade de Mogi das Cruzes/SP, é casado com a Pra. Marines Grego.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Deus não precisa de fã clube

Deixe um comentário