Fred Arrais fala sobre música com Ludmila Ferber e luta contra o câncer: “Devemos confiar”

Fred Arrais no clipe da música Doce Presença. (Foto: Fred Arrais/Instagram)

Fred Arrais no clipe da música Doce Presença. (Foto: Fred Arrais/Instagram)

Publicado em Sexta-feira, 12 Novembro de 2021 as 4:03

A música “Doce Presença”, da cantora Ludmila Ferber, foi reapresentada ao público com nova roupagem pelo cantor Fred Arrais, em um videoclipe emocionante marcado por testemunhos de fé e esperança.

Doce Presença foi lançada pela primeira vez em 1998, no álbum “O Verdadeiro Amor”, o segundo trabalho de estúdio de Ludmila.

Em entrevista exclusiva ao Guiame, Fred Arrais conta que sua intenção era incluir Ludmila não só na gravação do single, mas também do videoclipe. No entanto, na época da filmagem, ela teve que ser internada devido ao seu tratamento contra o câncer.

Para representar sua voz, Arrais e o produtor musical Johnny Essi tiveram a ideia de convidar pessoas que lutam contra a doença. “O resultado foi emocionante. Toda vez que a Ludmila canta, alguém canta por ela no clipe. São pessoas que lutam pela mesma batalha e crêem no mesmo Deus de milagres”, ele afirma.

Fred Arrais, de 37 anos, começou cedo na carreira musical, que teve início aos 16 anos. Desde então, ele trabalhou com ministérios importantes, como Diante do Trono, Nivea Soares, Gateway Worship, International House of Prayer em Kansas City, entre outros.

Em 2020, Fred deu mais um passo em sua carreira, depois de assinar um contrato com a Sony Music. “O que eu acho o máximo na Sony é a postura deles diante da mudança dos CDs físicos para o digital. Eles trouxeram para mim a necessidade de fazer um planejamento, com calendário e previsão de canções, de realmente pensar naquilo que eu gostaria de gravar”, conta.

Luta contra o câncer

O cantor revela que Ludmila sempre foi uma referência para ele e sua intenção é fazer sua geração lembrar desta música. Fred conta ainda que junto com a igreja que pastoreia, a Igreja Angelim Teresina, no Piauí, ele tem crido que Ludmila será “um testemunho nacional”.

“Nós não conhecemos os desígnios de Deus. Ele mesmo diz que Seus pensamentos são muito mais altos do que os nossos. Mas confiamos em um Deus que cura, que não somente nos livra do vale, mas nos livra no vale. Ele não evita o deserto, mas está conosco em todos os desertos da vida”, afirma o cantor.

Ele viu isso de perto na vida de músicos com quem trabalhou junto, como o cantor Israel Salazar, antigo companheiro do Diante do Trono, e o americano Jason Lee Jones, com quem gravou o álbum “Dançando no Fogo”.

“Conheci o Jason enquanto ministrava no encontro Paixão Fogo e Glória, organizado por Dan Duke. Eu queria unir nações, fazendo algo em inglês e português, e ele abraçou esse projeto. Gravamos com uma verba pequena, mas Deus pegou nossos 5 pães e 2 peixes e alimentou uma multidão. De fato esse projeto marcou o Brasil”, lembra Fred.

Ao ver seus amigos se depararem com o diagnóstico do câncer, Fred reconhece que lida com alguns “porquês”, mas entende que é preciso confiar em Deus e focar no “para quê”.

“Quando algo acontece com alguém que amamos muito, nosso dever é ser uma coluna de fé e ser como amigos de Deus, não como amigos de Jó, que tentam achar um motivo. Um amigo de Deus diz: confia, coisas ruins acontecem com pessoas boas, vamos declarar cura e deixar Deus fazer a vontade Dele”, aconselha.

A entrevista completa em vídeo com o cantor Fred Arrais será publicada na próxima semana. 

Confira o clipe:

Deixe um comentário