Ser obediente é difícil

(Foto: Canva)

(Foto: Canva)

Publicado em Terça-feira, 25 Maio de 2021 as 11:09

Dificilmente uma pessoa assume seu lado desobediente, isso acontece porque estamos sempre revestidos do nosso “senso de justiça” e temos explicação ou justificativas para nosso comportamento contrário.

Quem nunca desobedeceu aos pais, avós e tios na infância? E de alguma maneira discorreu de um vasto discurso tentando explicar o que não caberia explicação.

Lembro-me de uma mãe que acabara de receber uma visita em sua casa e deu um toque no olhar para seu filho se colocar em pé para recepcionar seus amigos, o menino então balançou a cabeça dizendo que não ficaria em pé, então sua mãe se aproxima dele, lhe dá um beliscão e diz: “Fica em pé agora!” Rapidamente o menino se põe em pé e resmunga baixinho: “Posso até estar em pé, mas por dentro estou sentado.”

A obediência flui por meio da honra, quando eu entendo o princípio de honrar, naturalmente a obediência segue seu curso normal.

Ser obediente demanda esforço, dedicação, empenho, submissão, e na maioria das vezes exigirá de nós uma renúncia de nossas próprias convicções, pois a obediência não pode ser negociada.

Nosso maior exemplo de obediência foi Jesus veja Filipenses 2:8,9 - E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;

Este ato de obediência lhe custou tudo, levando-o a morte que paradoxalmente trouxe vida.

Nossa obediência a Deus em alguns momentos, ou talvez na maioria deles, nos levará à morte; à morte de nossas vontades, do nosso conforto, de nossas “convicções”, porém se entendermos o princípio, desfrutaremos de seus benefícios. Veja que lindo o que diz versículo acima; porque Jesus obedeceu, Deus o Pai o exaltou soberanamente e lhe deu um nome que é sobre todo nome. Aleluia!

Ao observarmos o texto de Deuteronômio 28 podemos observar as bênções decorrentes da obediência, são abrangentes a todas as áreas de nossa vida, mas começa nos dando algumas instruções para que possamos ser bem sucedidos neste processo, e essas instruções são: E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. Deuteronômio 28:1

Ouvir e ter o cuidado de aplicar tudo conforme foi ordenado, resulta na obediência que agrada a Deus, mas para isso precisaremos ler o “manual de instruções” deixado pelo Senhor para que possamos fazer conforme nos foi ordenado a fazer.

A obediência nos colocará em lugares de honra, e isso é consequência e não a motivação principal, ou seja, eu não obedeço para ser honrado, mas serei honrado por obedecer.

Alexandre Grego é Pastor, Bacharel em Teologia, Life Coaching, e escritor dos livros “Somos Flechas”, “E Urias?” e “Não existe família perfeita, existe família feliz”. Também é conferencista nas áreas de liderança e casais. Exerce sua atividade pastoral no Ministério Apostólico Koinonia, na cidade de Mogi das Cruzes/SP, é casado com a Pra. Marines Grego.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Não se envolva. Comprometa-se!

Deixe um comentário