Precisamos de filtros. Mais?

(Foto: Crosswalk)

(Foto: Crosswalk)

Publicado em Quinta-feira, 29 Abril de 2021 as 1

“A atual geração precisa de filtro”, frase que ouço há muitos anos. Outra, também repetida e famosa, “Os jovens de hoje precisam desenvolver filtros.” E o que seriam os tais filtros? A explicação mais clara é a do bom e antigo filtro de água, aquele de barro. Colocava-se a água na parte de cima, que era filtrada para a parte debaixo, ficando em condições de ser consumida, pois na filtragem, as impurezas ficavam na parte de cima.

Daí surge o termo que vai se aplicando a inúmeras situações: precisamos filtrar as ideias, é necessário filtrarmos os melhores candidatos, as eliminatórias da copa do mundo servem para filtrar as melhores seleções. Ou seja, ao se afirmar que a moçada não tem filtro, o entendimento é que a geração atual aceita tudo, consome tudo, não filtra nada.

A indústria sacou essa carência e tratou de colocar nas mãos desta geração aquilo que sempre se falou que faltava, filtros! Estou me referindo aos aplicativos de edição de fotografias, que produzem as famosas fotos com filtro. A massa está usando e abusando dos recursos, dos efeitos, das possibilidades, das transformações. É como se fizesse uma plástica em segundos, serve para fotos, não serve para a vida real.

83% das brasileiras de 13 anos usam filtros em fotos para serem aceitas, 78% delas sentem uma necessidade urgente de mudarem alguma coisa que não gostam no próprio corpo, 35% se sentem menos bonitas quando comparam a si mesmas com as fotos de influenciadores e celebridades no mundo das redes sociais, 89% compartilham suas fotos com filtros na expectativa de serem validadas e aprovadas por outras pessoas. Estes são alguns dos dados de uma pesquisa realizada em dezembro de 2020.

Conduzida pela Edelman Data & Intelligence, uma consultoria global e multidisciplinar de pesquisa, análise e dados, que ouviu meninas dos Estados Unidos, Inglaterra e Brasil. Ou seja, a realidade da pressão por um padrão de beleza imposto é mundial. Meninas ainda sem maturidade e miseravelmente sem filtro, ironicamente recebem “filtros” digitais nos seus celulares para ser o que efetivamente não são.

Na própria pesquisa se constatou a enorme insegurança provocada pelos filtros. Num primeiro momento acontece a satisfação em se ver como cada uma acha que deveria ser. Num segundo momento vem a frieza do espelho, quando se tem que encarar a real aparência, gerando mais medo e insegurança em relação ao convívio social, porque no mundo real as pessoas vão ver, e certamente vão comparar as pessoas das fotos do insta com as pessoas reais. O resultado pode ser chocante.

É surreal. Meninas de 13 anos, ou seja, mulheres numa fase com peles ótimas, sem rugas, como dizíamos, na “flor da idade”, preocupadas com filtros para se tornarem o que não são, com peles lisinhas, brilhantes, sem defeitos, quase de porcelana, tão somente para impressionar outras pessoas tão inseguras e tão impressionáveis quanto elas mesmas. Impressionante!

O filtro que se pediu e se desejou nunca foi parecido com esses atuais, que apenas mexem em imagens digitais. Esses apenas enganam na maioria das vezes. O filtro que se lutou e pelo qual lutamos até hoje é aquele de I Coríntios 6:12, “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”, e também I Tessalonicenses 5:21, “Ponham a prova tudo que é dito e fiquem com o que é bom”.

Mas, e a aparência. Vai aqui uma dica do único filtro que nos interessa, a Palavra, você é uma pessoa única, sem cópia, o Salmo 139 diz que Deus te projetou e te conheceu ainda entre os tecidos de pele da sua mãe, Ele te sonda e te conhece. Esses dias vi umas três garotas do meu convívio sem maquiagem, me surpreendi, são bem mais bonitas do que maquiadas, e não me entenda mal, não tenho nada contra maquiagens bem feitas e equilibradas, apenas tive a grata surpresa de ver belezas que até então eu desconhecia.

E a brincadeira dos filtros? Não permita que elas sejam mais que isso, uma brincadeira. Não se escravize, não se mutile, não se anule, não mergulhe nas depressões que a falta de estima própria causa. Existirão cada vez mais filtros com recursos cada vez mais avançados, ok. Conheça-os e estabeleça limites seguros e razoáveis. Dependa em sua vida apenas de um filtro, o da Palavra de Deus, pois é o único que filtra nossa alma, nosso coração, nossos pensamentos, nossa vida.

Edmilson Ferreira Mendes é escritor, pastor, teólogo, observador da vida.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Me faz um favor?

Deixe um comentário