Respeite a sua humanidade

Reflexão. (Foto: Getty)

Reflexão. (Foto: Getty)

Publicado em Quarta-feira, 16 Maio de 2018 as 12:19

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” (Filipenses 2:5-11)

O Senhor nos ensina a depender d’Ele mais e mais a cada dia. Isso acontece de forma sutil e varia de pessoa para pessoa.

Uma maneira de Deus mostrar que Ele está no controle é permitir que a gente entre em situações nas quais não podemos controlar.

Eu faço questão de manifestar a minha humanidade em meu cotidiano. Não ouso ser super em momento algum. Sou cristã e sou da fé, mas acredito firmemente que a mesma fé que preciso crer para conquistar é a fé que preciso para suportar. Sim, suportar inclusive as minhas fragilidades e limitações, crendo no meu crescimento e avanço diariamente. Entendendo que isso é processual e gradativo, e não automático.

Tenho uma simples e grande revelação: Não é pecado ser gente!

Um dia, se você nasceu de novo, chegará na eternidade e verá um homem (Jesus) de carne e osso, com um corpo glorificado. Nas suas mãos, você não verá um diploma. Verá furos, porque diplomas sinalizam o que você aprendeu e as cicatrizem sinalizam o que você venceu, as suas experiências...

Respeite a sua humanidade, porque Jesus a respeita.

Na Bíblia, se você a lê, verá os personagens bíblicos como eles eram. Deus deixou claro as mazelas deles, expostas na sua humanidade, para nos ensinar alguma coisa.

Você vai ver a mentira de Abraão.

Você vai lidar com o porre de Noé.

Você vai lidar com o engano de Jacó.

Você vai lidar com o adultério de Davi.

Você vai lidar com a soberba de Salomão. Até ao ponto de ele entender: Tudo é vaidade!

Por quê? Para deixar uma coisa bem clara. Todos os personagens bíblicos são referências para nós, mas não são modelo. O nosso modelo é CRISTO!

E se a Bíblia continuasse a ser escrita Deus iria colocar a sua história nela. E Ele também não iria esconder quem você é. Então, seja você mesmo.

Não é pecado ser gente! Pecado é tentar ser Deus diante das pessoas.

Se tentarmos ser perfeitos, iremos nos decepcionar. É algo que não funciona porque você e eu somos seres humanos imperfeitos. Precisamos ser confiantes no fato de que Deus nos aceita com as nossas imperfeições. Embora Ele continue a trabalhar em nós para nos tornar mais semelhantes a Cristo. Mas estamos em um processo e ninguém ainda chegou na estatura de varão perfeito. É importante ressaltar que como seres humanos nós temos as nossas fraquezas.

Primeiro, nós temos as nossas fraquezas. Temos fraquezas físicas, querendo ou não, gostando ou não, o tempo vai esculpindo algumas rugas em nosso rosto indisfarçáveis. Um bom cosmético ajuda, viu? Mas chega uma hora que ainda que Ivo Pitanguy ressuscitasse dentre os mortos não daria mais jeito em nossa velhice. As pernas ficam bambas, os joelhos trôpegos, as mãos descaídas, os olhos embaçados.

Segundo, nós temos fraquezas emocionais, quem de nós, nas noites mais escuras da alma em gemidos pungentes, já não gritou aos céus: “Meu Deus, eu não aguento mais...”

Terceiro, nós temos fraquezas morais, quantos de nós, até com lágrimas nos olhos, já não dissemos: “Deus eu não quero mais cometer esse erro...” “Não quero mais repetir esse pecado...” “Não quero mais cair nessa área...” e daqui a pouco você se flagra cometendo o mesmo erro, e não é porque faltou para você sinceridade. Talvez, faltou poder, faltou determinação, decisão. Mas lembre-se: nós somos fracos. Não saia por ai se achando o super homem, porque você não é. Com isso, seja mais misericordioso com as pessoas, você não sabe os gigantes que elas precisam lidar e vencer todos os dias... Não seja tão implacável com os erros delas.

Em quarto lugar, nós ainda temos fraquezas espirituais, somos seres ambíguos, contraditórios, muitas vezes paradoxais. O bem que nós queremos fazer, por vezes, não fazemos, o mal que não queremos, esse praticamos, algumas vezes. Acredite, somos fracos muitas vezes, mas bendito seja Deus que podemos dizer: O meu Deus tudo pode! Para Ele não tem causa perdida. Para Ele não tem vida irrecuperável.

A vida é como uma estrada. Então, tire lições de tudo. Onde você tropeçou deixe placas ali dizendo: “Olhe, cuidado! Aqui tem um buraco! Cuidado! Tem curva perigosa ali, eu já passei.” Experiências são para isso...

Muitos só gostam de contar as coisas boas que lhe aconteceram, mas as coisas ruins também fazem parte das suas experiências e eu lhe garanto que elas lhe ensinaram mais que as boas que viveu. Deixe claro para os seus filhos que você é humano. Perfeito só existe um, Deus. Não é pecado ser gente!

Busque em Deus ajuda para fazer a sua história e deixe um registro de fé que será contado a outros. Uma história de alguém que decidiu crer e confiar no Senhor para ser melhor a cada dia. E busque ser e fazer seu melhor sempre.

Gosto muito do que Joyce Meyer escreveu em sua Bíblia de Estudos: “Romanos 8.31 nos diz que Deus é por nós. Também sabemos que Satanás está contra nós. A pergunta que devemos fazer é: vamos concordar com Deus ou com o Diabo? Você sabe a resposta. Pare de se opor a si mesmo e de se torturar mentalmente só porque Satanás está contra você!”
Respeite a sua humanidade, seus limites e se cuide. Deus está com você, e Ele te ama!

Forte abraço!

 

Por Dione Alexsandra Ferreira - Publicitária, pós graduada em Comunicação Digital; Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema; autora do livro "Jornada para a Liberdade", publicado pela Editora Reinar e integrante do Departamento de Comunicação do Centro de Operações do Ministério Verbo da Vida.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Deixe um comentário