Ano novo, gente igual

(Foto: Getty)

(Foto: Getty)

Publicado em Quarta-feira, 8 Janeiro de 2020 as 12:28

Se foi a primeira segunda-feira do ano, eu voltei para o trabalho após as pequenas e gratificantes férias coletivas, trabalho em uma empresa familiar; chego no trabalho, olho em volta e percebo que algumas das nossas manias irritantes estão iguaizinhas a como eram em 2019. Não que isso seja um grande problema, dá pra conviver com quem deixa a toalha embolada no banheiro, com quem esquece de lavar um prato na pia, com quem deixa papel de bala na mesa, a gente vai se ajustando e se ajudando a colocar as coisas em ordem.

Mas essa constante das manias aqui na empresa, o fato de que o ano mudou, mas continuamos iguais me fez pensar... Quando um ano vai acabando e outro vai começando, pensamos em diversas metas e objetivos, em vários pontos que gostaríamos de melhorar e de mudar, fazemos grandes planos, e a maioria deles para a maioria das pessoas acaba não passando disso: planos!

Às vezes, a gente até que começa a fazer exercício, a ler mais a Bíblia, a orar mais, a comer direito, mas não dura muito, chega final de janeiro, fevereiro, quem sabe até março, e as coisas que queríamos mudar estão como? Exatamente iguais! E por quê? Porque nós não fizemos uma mudança interna, nós não mudamos a nossa mente, não ocorreu o que chamamos de metanoia (a mudança da mente), a gente apenas quer mudar, mas não estamos dispostos a passar pelas dificuldades, pela adaptação, pelo período de formar o hábito, e quando uma dificuldade surge, pronto, vamos desistindo das nossas novas metas e nos tornando iguais ao que éramos no ano passado e no outro e no outro e no outro...

Todo ano acontece isso, todo ano alguém diz pra você ser diferente e todo ano você diz que “agora vai”, parece familiar? Pra mim parece... Mas que tal se esse ano juntarmos nossas forças, nos dispusermos a orar uns pelos outros para que Deus nos ajude nessa caminhada de mudanças, nessa estrada para sermos melhores, mais firmes nos propósitos que Ele preparou para nós! Esquecemos de que podemos e devemos pedir a ajuda do Pai, e acabamos nessa maré que vai e volta porque muitas vezes queremos fazer tudo sozinhos. Mas nós não estamos sozinhas, e graças a Deus, essa é uma notícia que é sempre igual todos os anos, porque afinal, as constantes boas valem a pena serem cultivadas!

Tenho um aplicativo da Bíblia no celular, que todos os dias me manda uma notificação com o versículo do dia; no dia primeiro de janeiro, recebi o seguinte verso: “Pois estou prestes a realizar algo novo. Vejam, já comecei! Não percebem? Abrirei um caminho no meio do deserto, farei rios na terra seca.” (Isaías 43:19), acredito que Deus quer trabalhar coisas novas e coisas antigas, Deus quer trabalhar tudo em nosso coração, eu e você só precisamos dar abertura, abrir a porta! “Vejam, já comecei!”, Ele nem precisa esperar o ano virar pra fazer tudo novo, basta a gente dar nosso coração ao Papai!

E aí, como vai ser nesse 2020? Tudo igual? Só depende de mim e de você fazer tudo ser diferente! Uma verdade antiga, mas sempre atual!

Por Mariana Mendes, escritora e estudante de Letras. Trabalha com mídias sociais e fundou o canal EntreLinhas. Filha do Pai e filha de pastor. É apaixonada por ver a rotina com novos olhares.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: A lista dos maus meninos

Deixe um comentário