Você se considera uma pessoa obediente a Deus?

(Foto: Getty)

(Foto: Getty)

Publicado em Quarta-feira, 8 Abril de 2020 as 1:21

Estamos percorrendo a Bíblia para descobrir os prin­cípios maravilhosos da Palavra de Deus para que possamos administrar bem o nosso dinheiro. Agora estamos no livro do Êxodo.

Deixe-me então perguntar uma coisa a você. Você se con­sidera uma pessoa obediente?

Por que pergunto isso? Por­que a obediência é de fundamental importância para que os objetivos de Deus para a sua vida financeira sejam alcança­dos.

Você sabe o que aconteceu com os israelitas quando se livraram dos egípcios? Começaram a reclamar a Moisés. Eles diziam assim: Lá [no Egito] nós podíamos pelo menos nos sentar e comer carne e outras comidas à vontade. Vocês nos trouxeram para este deserto a fim de matar de fome toda esta multidão (Êxodo 16.3).

Que triste, não? Mas Deus, sempre muito paciente, disse o seguinte a Moisés: O Senhor Deus disse a Moisés: Agora vou fazer chover do céu pão para vocês. E o povo deverá sair, e cada um deverá juntar uma porção que dê para um dia. Assim eu os porei à prova para saber se eles vão obedecer às minhas ordens (Êxodo 16.4).

Você já percebeu que Deus, apesar de não tentar você, pode pôr você à prova? E por que ele faz isso? Porque ele quer ver se você é realmente obediente a ele. Foi o que ele fez com o povo de Israel naquela ocasião.

As pessoas deveriam pegar uma porção do maná. O maná foi o alimento que Deus providenciou para que o povo se nutrisse ao longo de sua caminhada pelo deserto. O povo comeu o maná durante os quarenta anos que durou a cami­nhada pelo deserto, até chegar à terra prometida.

Mas aqui a questão com aquele suprimento era a seguinte: as pessoas não deveriam pegar mais do que o necessário para um dia. Só no sexto dia deveriam recolher o dobro da porção diária para que pudessem descansar no sétimo dia.

No entanto, o povo desobedeceu às instruções. Eles guardaram maná para o dia seguinte. E o que aconteceu? A porção que guardaram estava cheia de bichos e cheirava mal. Por isso Moisés ficou muito irritado com eles (Êxodo 16.20).

Outra coisa que ocorreu: no sexto dia, quando eles deveriam colher o dobro da porção, algumas pessoas pegaram só o suficiente para o próprio dia. No dia seguinte, quando foram recolher, o que descobriram? Não havia maná. E Moisés lhes disse em nome de Deus: Até quando vocês vão desobedecer às minhas ordens e às minhas leis? (Êxodo 16.28). Percebe como a obediência a Deus é estra­tégica em qualquer área da vida?

E não poderia ser diferente na área financeira. Muitas vezes não alcançamos nossos objetivos financeiros por causa da nossa desobediência a Deus. Espero que você tenha humildade para reconhecer isso e mudar o que for necessário.

Uma razão pela qual Abraão esperou tanto pelo nascimento de Isaque foi que ele não estava sendo obediente, tanto é que Deus teve de falar diretamente a ele, dizendo: Viva uma vida de comunhão comigo e seja obediente (Gênesis 17.2). Ele obedeceu e só aí veio e bênção do nascimento da Isaque.

Conclusão: Embora Deus seja capaz de dar tudo o que você necessita para sua vida financeira, ele conta com sua obediência. Não adianta dizer “Senhor, Senhor”, e no final fazer o que desagrada a ele. Você vai perguntar dia­riamente a ele qual é a vontade dele e vai ser obediente?

Por Paulo de Tarso, pastor, engenheiro e mestre em Teologia. Fundador do Ministério Finanças para a Vida, que ensina pessoas de todas as idades a administrar o dinheiro de acordo com a Bíblia. É autor dos livros “Sucesso Financeiro” e da série “Finanças em Ação”.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Nunca faltará a provisão de Deus

Deixe um comentário