Alvejado por palavras... quando as palavras matam!

(Foto: reprodução/KLove)

(Foto: reprodução/KLove)

Publicado em Segunda-feira, 13 Maio de 2019 as 10:49

Estive refletindo nessa realidade, o perigo das palavras que são ditas ou mesmo escritas intempestivamente ou até mesmo colocadas de forma a causar o efeito de alvejar a pessoa.

Acredito que palavras podem ser mais duras do que o aço frio e mais mortíferas do que o mais perigoso veneno. Nesse sentido, todo ser humano é um homicida em potencial, pois quando age irrefletidamente pode alvejar alguém com palavras que, se não matar na hora, pode causar a morte muito depois ou mesmo uma mutilação na alma.

É importante que guardemos o nosso coração (Provérbios 4.23) e levantemos o escudo da fé (Ef 6.16) para não sermos baleados por palavras lançadas com a intenção de nos ferir.

Lamentavelmente, mesmo os que são crentes em Jesus também são sujeitos a esse comportamento, vejamos o que nos ensina Tiago 3.6,8,9: “Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno... a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero. Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

Bem, de fato isso existe e é bom atentarmos que na maioria das vezes essas “tentativas de homicídio” são feitas no calor das emoções, ou como dizem, em momento de forte emoção. Outras vezes é uma ação friamente premeditada para ferir a pessoa.

Em muitas religiões fala-se da lei da reciprocidade, como cristão fico com o texto bíblico que diz que quem planta, colhe porque Deus não se permite escarnecer (Gálatas 6.7). Termino essa reflexão com o texto de Provérbios 15.11: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”

 Por Roberto Cruvinel, pastor da Igreja AD Pleroma e O Brasil para Cristo, mestre em Teologia, especialização em Filosofia Cristã, Professor de grego bíblico - Diretor da Escola Teológica Pr. Virgílio dos Santos Rodrigues.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Deixe um comentário