A Idade da Terra em questão

(Foto: Facebook)

(Foto: Facebook)

Publicado em Sexta-feira, 30 Agosto de 2019 as 12:52

Gênesis 2:2,3. “E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”  

Existe uma árvore baobá de 6000 anos de idade, na Tanzânia. Pelos cálculos das gerações bíblicas, esta árvore nasceu na mesma época de Adão e Eva.

É claro que ela não tem certidão de nascimento para provar isso. O seu tempo geológico é uma projeção montada por métodos de datação baseados em sua estrutura molecular, na aplicação do Carbono 14 e outras químicas, que produzem reações capazes de indicar a idade da árvore.

Imagino que tanto os seres humanos, quanto as árvores e animais foram criados adultos, para que a sustentação da vida pudesse se reproduzir a partir dali. Difícil acreditar, que a vida, conforme a conhecemos hoje, seja construída a partir de uma folha, um pelo, um grão ou de una saliva cuspida por alguém que não sabemos quem foi...

É bom salientar, que os métodos de datação da Terra não têm evoluído muito, desde a sua descoberta até agora.

O ser humano prefere acreditar na fantástica história da evolução, do que na simplicidade da história bíblica sobre a criação do mundo. Apesar do abundante uso de artefatos tecnológicos, a evolução ainda é uma teoria, no mínimo não é um fato científico observável a olho nu. Talvez precisemos de uma fé ainda maior para acreditar, que a extrema complexidade de toda a existência seja fruto do acaso e não de uma mente inteligente.

O ser humano tem uma profunda necessidade de provar que Deus não existe, pois deseja ser dono de seu próprio destino, que pelo andar da carruagem, será a autodestruição.

Nós, porém, devemos nos regozijar, caso sejamos aprisionados por defender a fé em Jesus Cristo. Morrer por ele pode ser um momento de dor, mas não destruidor.

Apocalipse 2:10. “Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.”

Por Ubirajara Crespo, pastor, conferencista, editor, autor das notas de rodapé da Bíblia do Guerreiro e dos livros “Qual o limite para o sofrimento” e “Rota de colisão”.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Deixe um comentário