Síria e profecias

Síria. (Foto: Reuters)

Síria. (Foto: Reuters)

Publicado em Quarta-feira, 7 Março de 2018 as 11:51

Isaías previu a destruição de Damasco, mas sabemos que as profecias de Isaías estão concentradas, principalmente em acontecimentos, que vão até a morte de Cristo. Daí ele pula no tempo e passa a falar de ocorrências que se darão durante o Milênio. Basicamente podemos dizer, que ele não prevê nada para este tempo no qual, vivemos.

Triglate Pelesser invadiu Damasco por volta de 700 aC e dizimou a cidade. Isso já aconteceu. Até agora se cria, que esta profecia se refere àquela invasão. Ninguém pode dizer que não devemos orar pelo povo sírio. Isso seria uma crueldade. Alguém que disse isso não pode ser considerado cristão. Fomentar a indiferença é obra diabólica.

Não poderia imaginar, que alguns cristãos nominais usariam esta profecia para induzir indiferença com o sofrimento alheio.
Este tipo de declaração tomada fora do contexto, bate às portas da incoerência. Na realidade a civilização existente no território do sírio, quando esta profecia foi dada, já nem existe mais. Estamos falando de uma época em que o islamismo não existia nem em forma embrionária.

O mesmo tipo de profecia foi feita para muitos povos da Época, inclusive com Israel. Os profetas acisavam os povos, que resistiam a Israel. Era como dizer, saiam da frente, se não a história atropelará vocês.

Os profetas também advertiram Israel, quando rejeitava sua vocação de nação representante de Deus na Terra. No caso de Israel, este aviso ocorria quando o país servia de tropeço para si mesmo.

O povo sírio é um perigo para si própria, e não Deus. Eles estão se destruindo sozinhos. Odeiam a si mesmos e se fracionaram em partes desiguais. Se tornou um campo de treinamento para terroristas.

Veja que o texto diz, que eles serão tão miseráveis quanto Israel. Eu gostaria que o Brasil desfrutar do tipo de miséria da qual Israel desfruta agora.

Se compararmos com o Brasil, a relação de seria mais apropriada.

Esta profecia já ocorreu. A população sanguinária que existia na época desta profecia já não existe mais, assim como não existe o Israel da mesma época.

 

 

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Deixe um comentário