"A difícil arte de ser você mesmo" é lançado em português

Publicado em Terça-feira, 2 Abril de 2019 as 3:41

Como seria se todos deixassem de lado o mau hábito de criar artifícios para impressionar as pessoas e passassem a projetar uma imagem mais autêntica? Já parou para pensar quanto tempo o ser humano perde projetando ao mundo um personagem fictício, quando o verdadeiro eu fica sufocado sob traumas e padrões de pensamento que minam a alegria, a paz e a leveza do dia a dia?

Em A difícil arte de ser você mesmo, Donald Miller, escritor best-seller americano, compartilha sua jornada de autoconhecimento ao contar como, aos 40 anos, derrubou muros antigos para criar uma mente saudável, uma família forte e uma carreira satisfatória, abrindo-se para relacionamentos consistentes, em que há verdadeira conexão.

Para isso, ao longo da obra, ele retoma lições e experiências que o ajudaram a superar feridas antigas, a vencer a constante necessidade de impressionar os demais e a enxergar todo o potencial que tinha. Escrito com sinceridade intelectual e absoluta transparência, A difícil arte de ser você mesmo leva o leitor a revisitar recônditos de sua mente e coração, a rever a própria história e a encontrar um caminho de cura e restauração que resultará em uma nova maneira de enxergar a vida e as pessoas.

Inspirador, o livro elucida a importância da amizade, dos laços familiares, do bom relacionamento conjugal, da integridade e do amor genuíno, e incentiva o leitor a não ter medo de se deixar aproximar, de permitir que a máscara caia, para que todas as muletas sociais, geralmente usadas para chamar a atenção — como trabalho, títulos e status — cedam lugar ao amor, onde não há medo nem ansiedade.

O amor não pode ser adquirido, só pode ser doado. E só pode haver troca de amor entre pessoas que sejam completamente verdadeiras entre si. (p.11)

Dentre diversas lições, o autor afirma que as pessoas não estão procurando prejudicar umas às outras e, por isso, não há razão para ter tanto medo de se aproximar dos demais; os maiores receios da humanidade podem ser vencidos; e que sempre é tempo de recomeçar. Além disso, ele traz à tona a importante verdade de que não se pode esperar que outras pessoas o completem.

Indicado para todos que desejam reencontrar a identidade, dar um basta nos temores que aprisionam, empreender mudanças na forma de adquirir respeito, criar laços duradouros e amar a vida, A difícil arte de ser você mesmo é um livro cativante, inteligente e altamente instrutivo que levará os leitores a um novo patamar de satisfação e bem-estar interior.

Deixe um comentário