Cristãos guardam suas Bíblias enterradas para não serem mortos, na Coreia do Norte

Muitas Bíblias usadas na Coreia do Norte são antigas e ainda escritas em uma grafia que já não é mais usada pelo país. (Foto: Portas Abertas - EUA)

Muitas Bíblias usadas na Coreia do Norte são antigas e ainda escritas em uma grafia que já não é mais usada pelo país. (Foto: Portas Abertas - EUA)

Publicado em Terça-feira, 15 Outubro de 2019 as 10:53

Kim Da-bin olha em volta nervosamente. Já passa da meia-noite e a lua ilumina seu caminho, enquanto ela foge para a floresta perto de sua casa. Não há ninguém por perto, e o ar está calmo e fresco. Ela está carregando uma pequena pá debaixo da jaqueta. Ela encontra o local no chão e começa a cavar o mais silenciosamente possível.

Logo ela encontra o que estava procurando, limpa a sujeira da sacola plástica e a abre para recuperar o que está dentro.

O pequeno livro cai na mão dela com um pequeno baque; o som é quase imperceptível, mas durante a noite silenciosa, soa alto como um tiro de escopeta.

Ela olha em volta... ninguém a notou. E assim, ela pega o livro, o esconde no bolso de sua jaqueta e volta para casa.

Uma vez dentro de casa, ela fecha as cortinas, puxa o livro do bolso, o abre e começa a ler.

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo. A tua vara e o teu cajado me consolam", diz a passagem do Salmo 23, na qual ela abriu.

Ela mal consegue entender o texto; é uma forma mais antiga de coreano que não é mais usada. Mas este pequeno livro é o seu bem mais precioso.

Depois que ela termina de ler, ela volta a sair silenciosamente, coloca a pequena Bíblia de volta na sacola, a coloca de volta no buraco e a cobre novamente com a terra. O mais silenciosamente possível, ela garante que não deixou nenhum vestígio de sua ação naquela noite. Ela volta furtivamente para sua casa e se deita na cama. Foi mais uma noite com a Palavra de Deus e mais uma noite em que ela não foi flagrada. Foi mais uma noite na Coreia do Norte, o lugar onde ter uma Bíblia pode levar qualquer cidadão à morte.

Como é a adoração na Coreia do Norte

Kim Da-bin é, na verdade, uma personagem fictícia criada pela Missão Portas Abertas para representar as inúmeras fotos e histórias que a organização recebeu de cristãos norte-coreanos que conseguiram enviar mensagens para suas equipes na região.

A agência de apoio a cristãos perseguidos recebeu dados sobre os altos riscos que ainda correm os cristãos que insistem em seguir a Jesus. Relatos Bíblias que foram enterradas durante anos por fiéis, juntamente com outras maneiras secretas pelas quais os cristãos norte-coreanos fortalecem sua fé estão entre essas informações. Praticar sua fé clandestinamente foi a solução encontrada por aqueles que vivem sob um regime que executa pessoas pelo simples fato de possuírem um exemplar das Escrituras.

Essas são apenas algumas das razões pelas quais a Coreia do Norte é o país número 1 na Lista Mundial de Perseguição Religiosa da Portas Abertas, publicada e atualizada anualmente pela Portas Abertas, que analisa os 50 países onde é mais arriscado seguir a Jesus.

Um funcionário de campo da Portas Abertas descreveu como é a adoração para um crente norte-coreano.

"As cortinas são puxadas e, muito, muito suavemente, você lê a Bíblia para sua esposa e seu filho de 16 anos, que acabou de ouvir do Evangelho pela primeira vez vindo de você. Agora ele tem idade e sabedoria para não entregar acidentalmente a família. Claro, ele não entendeu o Evangelho a princípio, mas você o está ensinando. Você ora há anos para que ele esteja pronto", explicou ele. "Você lê a Bíblia no escuro, ora e as palavras são dificilmente audíveis. Você canta em sussurros? Talvez, quando você estiver com um espírito ousado".

Na Coreia do Norte, as crianças chegam à Bíblia da mesma maneira que as crianças ocidentais encontram os presentes de Natal que seus pais esconderam delas.

"Em nossa casa, [havia] um armário escondido", disse Kim Sang-Hwa, que cresceu na Coreia do Norte. "Quando eu tinha 12 anos, encontrei-a acidentalmente. Não sei por que, mas comecei a tatear dentro do armário com a mão e, quando senti um livro, puxei-o para fora. Abri o livro e comecei a ler: "No princípio, Deus criou o céu e a terra'".

Ela começou a tremer e largou o livro.

"Eu estava tão assustada. Eu sabia que aquele livro era ilegal", contou ela. "Minha descoberta poderia me custar a vida. Eu estava com medo de tocar a Bíblia, mas não podia simplesmente deixá-la lá. Fechei os olhos, peguei o livro e o coloquei de volta. Pesei nas minhas opções: 'devo contar ao meu professor? Devo visitar o oficial de segurança local?' Durante 15 dias, não consegui pensar em mais nada. Eu sabia que era meu 'dever' denunciar aquele livro ilegal. Mas também era a minha família que estava envolvida. E eu também tinha todas estas perguntas em minha mente: 'Quem é esse Deus? Ou o que?'".

Ditador Kim Jong Un comanda a Coreia do Norte com extrema intolerância religiosa e outras violações dos Direitos Humanos. (Foto: Reuters)

Onde a Bíblia parece diferente

Na Coreia do Norte, a aparência de uma Bíblia pode ser completamente diferente do é esperado. Existem idiomas antigos que não são mais usados; Bíblias em diferentes formatos; e até Bíblias que você não podem ser manuseadas facilmente.

A Portas Abertas recentemente recebeu cópias de Bíblias e outros livros cristãos que foram contrabandeados para fora do país. Essas Bíblias foram abandonadas apenas porque os cristãos norte-coreanos que vivem secretamente sua fé receberam novas Bíblias e materiais cristãos de contrabandistas de Bíblias, que arriscam tudo para levar a Palavra de Deus ao país.

Essas Bíblias, devocionais, livros e canções cristãs que saíram da Coreia do Norte são notáveis. Eles são principalmente da década de 1920 até o final da Segunda Guerra Mundial, e foram escritas em um estilo de script coreano que era comumente usado nos séculos 19 e 20. Esse script não é mais usado, mas as Bíblias e os livros cristãos eram tão preciosos para os crentes da Coreia do Norte que eles os mantinham escondidos e os repassavam entre si.

Alguns crentes também recebem Bíblias em áudio em pen drives ou outros dispositivos de áudio quando conseguem atravessar a fronteira para a China. Muitas vezes, essa é uma mudança temporária - as pessoas atravessam a fronteira em busca de comida ou assistência médica e depois retornam à Coreia do Norte para que seus parentes não sejam punidos, porque um membro da família fugiu do país. Às vezes, eles encontram o caminho para chegar os anrigos cristãos e recebem Bíblias em áudio para voltar com eles.

Apesar dos riscos, os cristãos norte-coreanos ainda têm fome da Bíblia - e arriscam tudo para ler as Escrituras e crescer na fé.

Se arriscando para levar o Evangelho

Seja enterrada, ouvida pelo rádio, contrabandeada e mantida por gerações ou guardada em um armário escondido, a Palavra de Deus está viva e ativa na Coreia do Norte. As Escrituras estão fortalecendo a fé dos cristãos perseguidos na Coreia do Norte e lembrando-os do amor de Deus e da verdade de Sua obra por eles.

E é por isso que a Portas Abertas continua comprometida em ajudar os norte-coreanos a terem acesso a Bíblias.

"Começamos a contrabandear Bíblias na década de 1950, e o faremos até que não seja mais necessário. Na Coreia do Norte, por meio de nossos parceiros regionais, contrabandeamos Bíblias, livros e outros materiais cristãos, incluindo materiais para pais e jovens, mas não podemos dizer como ou quantas pessoas os recebem. Normalmente, os livros são destruídos depois que os cristãos os leram, então não há mais evidências em suas casas", relatou a organização em uma publicação recente.

"Os materiais cristãos entregues serão distribuídos aos crentes de maneira oportuna e segura", disse um líder cristão que tem sua identidade mantida em sigilo. "Estou convencido de que esses materiais contribuirão para o crescimento espiritual deles. Nós, os líderes da igreja, estamos comprometidos e dedicados a dar nossas vidas novamente por nossas responsabilidades em Cristo. Lembramos do seu amor e confiança em relação a nós. Ensinaremos nossos irmãos, crentes norte-coreanos com as palavras de nosso Deus e continuaremos focados na Grande Comissão de Jesus Cristo".

 

Deixe um comentário