Igreja se mobiliza para pagar aluguel e contas de pessoas afetadas pela pandemia

A igreja hispânica Aguilas CFC tem sido parte de uma onda de generosidade nos EUA. (Foto: Aguilas CFC)

A igreja hispânica Aguilas CFC tem sido parte de uma onda de generosidade nos EUA. (Foto: Aguilas CFC)

Publicado em Quinta-feira, 25 Junho de 2020 as 3

Mais de 6.400 ligações telefônicas. Mais de 300 intercessores orando o tempo todo. Centenas de veículos formando uma caravana de oração pela cidade. Estas são algumas maneiras que uma igreja em Las Vegas encontrou para impactar vidas durante a pandemia de Covid-19. 

Os pastores Guillermo e Dinora Jiménez, são líderes da igreja Aguilas CFC desde 2002. “Eu sabia que o Senhor queria fazer algo em Las Vegas”, diz Guillermo, 52 anos, à AG News. “Esta não é a capital mundial do pecado. Tem algo mais. Oramos e clamamos por um movimento de Deus, e que o Espírito Santo fizesse milagres”.

Em janeiro, a Aguilas começou uma nova série de pregações sobre o livro bíblico de Atos. Em fevereiro, a pandemia do novo coronavírus atingiu Las Vegas — os ensinamentos haviam preparado os membros para os próximos dias.

“Eles compartilharam a Palavra, a Comunhão e as orações, e cuidaram uns dos outros”, diz Guillermo. “Vimos a bondade de Deus e uma explosão de compaixão e generosidade”.

O pastor diz que quando o templo fechou, os funcionários da igreja acessaram o banco de dados de mais de 6.400 nomes e começaram a ligar para cada número. A ação envolveu os pastores, líderes e até as crianças, que telefonaram para saber como poderiam ajudar as pessoas.

“Dezenas de milhares de dólares foram gastos para ajudar a comprar comida, pagar o aluguel ou a conta de luz”, conta o pastor. “Todo mundo está cuidando um do outro. Teve gente que orou por alguém no hospital, que assou um bolo e levou para o vizinho. Vimos curas milagrosas”.

Uma célula da igreja arrecadou mais de US$ 3.000 e decidiu doar para seis famílias, depois de buscar uma direção de Deus. “Eles abençoaram essas famílias de maneiras diferentes, de acordo com suas necessidades. Eles não tiveram que vir a mim como pastor sênior ou a qualquer outro pastor. Histórias como essa aconteceram muitas vezes”, diz Guillermo.

Erika Sanchez, pastora de jovens da Aguilas, diz que muitos telefonemas chegaram no momento certo. Um dos casos foi de uma avó que não tinha dinheiro para comprar leite para seus netos e uma menina que planejava se suicidar. 

“Aconteceu organicamente, não vem apenas dos pastores”, diz Sanchez. “As pessoas começaram a cuidar umas das outras. As pessoas levavam cestas de alimentos às portas de pessoas que eles nem conheciam”. 

Ela diz que ouviu vários testemunhos de pessoas que transferiram dinheiro para contas bancárias de alguém que Deus havia colocado em seus corações.

Outra forma pela qual a igreja alcançou a comunidade envolveu uma caravana de oração — mais de 300 veículos saíram da igreja para percorrer a cidade.


Carros de fiéis durante caravana de oração em Las Vegas. (Foto: Aguilas CFC)

Guillermo não acredita que o estudo do livro de Atos este ano tenha sido uma coincidência. Ele acha que Deus está usando a pandemia para preparar um grande avivamento.

“Uma glória maior se manifestará em Sua Igreja e no mundo”, diz o pastor. “Estamos vendo milagres sem colocar as mãos nas pessoas. Não podemos estar perto deles, mas tenho fotos no meu celular, testemunhos escritos, porque Sua presença está alcançando os perdidos e curando os doentes”.

Guillermo diz estar emocionado ao ver os membros da igreja tomarem iniciativas de generosidade por conta própria.

“Digo às pessoas que se você consegue orar, ler a Bíblia, ouvir a Deus, servir e ser generoso sem a necessidade de um pastor, é sinal que você está amadurecendo”, diz Guillermo.

Deixe um comentário