Mais de 20 cristãos foram detidos em aeroporto da China por sua fé

Pastor com cidadania americana e taiwanesa, Michael Yu foi apreendido em Xangai por sua crença religiosa. (Foto: Reprodução/ChinaAid)

Pastor com cidadania americana e taiwanesa, Michael Yu foi apreendido em Xangai por sua crença religiosa. (Foto: Reprodução/ChinaAid)

Publicado em Sexta-feira, 12 Abril de 2019 as 3:35

O Departamento de Segurança Pública de Xangai abordou um grupo de cristãos, que são afiliados à empresa I Will, e os detiveram por suas crenças e atividades relacionadas à igreja cristã. A apreensão aconteceu na manhã do dia 4 de abril, quando estava no aeroporto com destino aos EUA, segundo a CHina Aid.

Entre os que ficaram sob custódia das autoridades, estava o Pr. Michael Yu, que possui dupla cidadania, taiwanesa e americana.

Mesmo dizendo que precisava viajar pois tinha uma agenda para participar de um jantar em Los Angeles com a presença do ex-presidente americano George W. Bush e a primeira-dama Laura Bush, os seguranças do aeroporto impediram que ele deixasse a China. O pastor só foi liberado horas mais tarde.

Segundo o presidente da China Aid, Bob Fu, o pastor Michael Yu viaja com frequência entre os EUA e a China, como ministro da Palavra de Deus e nunca teve problema com as autoridades por suas atividades religiosas.

Apesar da dupla cidadania de Michael Yu, acredita-se que a China não se intimidou em detê-lo, pois considera Taiwan parte de sua jurisdição. Sendo assim, o pastor seria considerado chinês.

Deixe um comentário