Casa Branca se une a grupos cristãos para combater o HIV

Mike Pence afirmou que já houve um notável progresso no combate ao vírus e que continua firmando seu compromisso em parcerias com organizações cristãs. (Foto: Reprodução).

Mike Pence afirmou que já houve um notável progresso no combate ao vírus e que continua firmando seu compromisso em parcerias com organizações cristãs. (Foto: Reprodução).

Publicado em Sexta-feira, 30 Novembro de 2018 as 4:54

A administração de Donald Trump marcou o Dia Mundial da Aids na última quinta-feira (29) com o anúncio de um investimento de 100 milhões de dólares para expandir o envolvimento com organizações e comunidades cristãs que estão ajudando a combater o HIV e a Aids.

"É um dia para lembrar daqueles que perderam suas vidas para a Aids", disse o vice-presidente Mike Pence a uma reunião de autoridades do governo e líderes religiosos. "Mas também é um dia para comemorar o progresso notável que fizemos no combate a esta doença e para reafirmar nosso compromisso contínuo de acabar com a Aids como uma ameaça à saúde pública".

Grupos cristãos que são baseados na fé estão na linha de frente, liderando a luta contra essa epidemia com orações, financiamento e pesquisa. O anúncio faz parte de um esforço de equipe da Casa Branca, legisladores e grupos em todo o mundo para pôr fim à doença devastadora.

"Nossa administração tem orgulho de fazer parcerias com organizações baseadas na fé em toda a África e em todo o mundo, à medida que enfrentamos o HIV", disse Pence.

Até agora, o Plano de Emergência do Presidente para o combate ajudou a salvar mais de 16 milhões de vidas.

O PEPFAR começou há 15 anos sob o governo do presidente George W. Bush, financiando tratamento para 14 milhões de pessoas. A iniciativa até ajudou cerca de 2,2 milhões de bebês que nasceram livres do HIV para mães HIV positivas.

"Não devemos nos deixar envolver pelos números, porque estamos falando de pessoas. Estamos falando de vidas reais", disse Pence.

O Círculo da Esperança na Zâmbia juntou-se ao PEPFAR para ajudar mais de 3 mil pessoas apenas este ano. "Vamos vencer essa batalha principalmente por causa da fé no Senhor Jesus Cristo", disse o gibstar Makangila, do Círculo da Esperança.

"Queremos alcançar este grupo de todo o coração para que possam desfrutar de uma boa vida e realmente experimentar a mão de Deus em sua vida", explicou.

Chris Smith complementou. "Se você quer acabar com essa pandemia, você tem que investir nas comunidades baseadas na fé, as igrejas, especialmente na África", observou ele.

Com isso em mente, Smith introduziu uma extensão de 30 bilhões de dólares por cinco anos do PEPFAR que tem apoio bipartidário na Câmara e acabou de aprovar o Senado.

Deixe um comentário