Jesus aparece a menino muçulmano e muda seu propósito de vida: “Conheci a verdade”

Menino lê a Bíblia. (Foto: Reprodução/Young Ministry)

Menino lê a Bíblia. (Foto: Reprodução/Young Ministry)

Publicado em Segunda-feira, 13 Maio de 2019 as 12:03

Omar (nome fictício) nasceu na Turquia, em uma família muçulmana, e conta que, desde os 12 anos, começou a investigar diferentes religiões pois queria conhecer a verdade.

“Eu me lembro quando meu pai me levou para passear. Por alguma razão, pedi para entrarmos em uma igreja... Quando entramos, senti que havia entrado em um mundo diferente. Eu estava cheio de paz”, lembra Omar.

Ele disse que a única explicação para seu pai entrar com ele naquela igreja foi o Espírito Santo.

Depois disso, Omar disse que ficou em conflito, confuso e começou a orar: “Deus, guia-me para a verdade”.

Experiências com Deus

Em uma véspera de Natal, em sua busca, Omar conseguiu uma Bíblia e começou a ler. “De repente, senti que Jesus Cristo estava diante de mim. Eu não conseguia entender o que estava acontecendo”, lembra.

“Instantaneamente, caí de joelhos e disse: 'Jesus Cristo, eu acredito em você'”, conta Omar, que ali soube que havia encontrado a verdade e o propósito de Deus para sua vida.

Mas as dificuldades começaram para o rapaz, que se converteu, e não sabia como contar sobre sua experiência aos seus pais. “Precisava contar à minha família, sobre minha nova fé, mas sabia que sofreria graves consequências”, diz.

Omar diz que foi o momento mais difícil de sua vida. “Eu perguntei a Deus como deveria contar aos meus pais”.

“Eu orei: 'Se você quer que eu diga aos meus pais, eles devem vir até mim e perguntar sobre o cristianismo'. Cinco minutos depois, minha mãe entrou no meu quarto e viu uma cruz pendurada no meu pescoço. O que é isso? Você se tornou um cristão?”, perguntou ela.

Omar então falou que sim e sua mãe começou a chorar. “Era como se eu tivesse cometido assassinato”, lembra o jovem.

“Meus pais começaram a me pressionar com espancamentos para eu me retratar. Por dois anos, eles só me deixaram sair de casa para ir à escola, para me impedir de ir à igreja, porque diziam que eu lhes havia levado vergonha”, diz.

Omar diz um dia encontrou uma oportunidade de sair de casa e foi visitar uma igreja. “Eu estava com tanta fome para aprender mais... Um homem na igreja me viu olhando por cima de uma estante com livros cristãos e me deu vários livros”, conta Omar.

“Eu os levei para casa e os estudei em segredo, sempre escondendo-os dos meus pais”, essa situação durou alguns anos, quando Omar teve idade para sair de casa.

Omar conta que seus pais ainda não aceitam sua covnersão ao cristianismo. “Mas descobri a verdade”, afirma.

Deixe um comentário