Pastor comete suicídio após luta contra depressão

O pastor Jarrid Wilson morreu aos 30 anos após cometer suicídio. (Foto: Harvest Christian Fellowship)

O pastor Jarrid Wilson morreu aos 30 anos após cometer suicídio. (Foto: Harvest Christian Fellowship)

Publicado em Quarta-feira, 11 Setembro de 2019 as 12:57

Jarrid Wilson, pastor de uma megaigreja na Califórnia e líder de um movimento de apoio às vítimas da depressão, cometeu suicídio na noite de segunda-feira (9), aos 30 anos.

Wilson era pastor na Harvest Christian Fellowship, fundada pelo pastor Greg Laurie, e fundador da organização Anthem of Hope (Hinos da Esperança, em tradução livre), dedicada às pessoas que lutam contra depressão e suicídio. 

Nas redes sociais, o pastor era aberto sobre sua própria luta contra a depressão. Ao longo do dia na segunda-feira, Wilson incentivou seus seguidores no Twitter a lembrar que Jesus oferece consolo àqueles que sofrem com distúrbios emocionais.

“Amar a Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar a Jesus nem sempre cura a depressão. Amar Jesus nem sempre cura o TEPT. Amar a Jesus nem sempre cura a ansiedade. Mas isso não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso”, escreveu às 14h.

No mesmo dia, Wilson disse no Twitter que estava oficiando o funeral de uma mulher que havia morrido por suicídio. Kay Warren — que com seu marido, o pastor Rick Warren, perdeu o filho por suicídio em 2013 — respondeu com um incentivo. “Orando, Jarrid. A família devastada dela precisa de muita sensibilidade e compaixão agora. Grata por sua disposição de ser os braços de Jesus para eles”, escreveu Warren.

Sua esposa, Julianne Wilson, postou uma homenagem ao marido no Instagram. “Não há mais dor, não há mais luta. Você está completo e finalmente está livre”, escreveu na legenda.

“O suicídio não recebe a última palavra. Eu não vou deixar. Você sempre dizia: ‘A esperança recebe a última palavra. Jesus faz isso’”, ela acrescentou.


Pastor Jarrid Wilson deixa esposa e dois filhos. (Foto: Reprodução/Instagram)

Em nota, o pastor Greg Laurie também lamentou a perda do companheiro de ministério e disse que “os pastores são apenas pessoas que precisam pedir ajuda e força a Deus todos os dias”.

“Às vezes, as pessoas podem pensar que, como pastores ou líderes espirituais, estamos de alguma forma acima da dor e das lutas das pessoas comuns. Nós é que devemos ter todas as respostas. Mas não temos”, disse Laurie.

Além de sua esposa, Wilson deixa dois filhos, Finch e Denham; seus pais e irmãos.

Deixe um comentário