Pastor e família superam juntos a Covid-19: “Vencemos uma grande batalha”

Pastor Joel Engel ao lado da esposa, filhos, netos, noras e genro. (Foto: Ministério Engel)

Pastor Joel Engel ao lado da esposa, filhos, netos, noras e genro. (Foto: Ministério Engel)

Publicado em Quarta-feira, 13 Janeiro de 2021 as 3:53

O pastor Joel Engel e sua família compartilharam as dificuldades e aprendizados durante sua luta pessoal contra a Covid-19 em um culto de Santa Ceia transmitido online nesta terça-feira (12).

“Todos nós passamos por dificuldades, mas a maneira como vamos enfrentá-las é que faz a diferença”, disse o pastor. “Vencemos uma grande batalha espiritual”.

Para lidar com o tempo de crise provocado pelo coronavírus, Engel se baseou nas instruções de Jesus em Mateus 10:16, que diz: “Eis que eu os envio como ovelhas para o meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas”.

“Se Jesus estivesse aqui nos dias de hoje, Ele diria que nos envia como ovelhas no meio de vírus devoradores”, observa Engel. “A serpente mordeu o calcanhar de Jesus, mas Ele esmagou sua cabeça. O vírus pode ferir você, mas você vai esmagar a doença. A vitória está em vencer o inimigo e sair disso melhor do que antes”.

No contexto atual, ser prudente é “se cuidar e usar todos os meios possíveis para se proteger”, explica o pastor. Também é preciso ser simples como uma pomba, que simboliza o Espírito Santo. “Quem está enfrentando a serpente, ou uma enfermidade, e tem a paz do Espírito Santo, enfrenta a doença de um modo diferente”.

O pastor disse ainda que não há como negar a atuação demoníaca por trás das doenças. “Uma pessoa enferma é assombrada pelo medo e por pensamentos de morte, que levam a pessoa a enfraquecer ainda mais seu organismo. Demônios estão agindo por trás da enfermidade”.

Por isso, “Jesus está nos dizendo que vamos enfrentar os problemas usando os meios naturais — com prudência — mas também em súplicas e orações”, destacou. E foi isso o que a família Engel fez.

O pastor Joel Engel foi o primeiro a sentir sintomas semelhantes a uma gripe. Ao dormir, sentindo que seu corpo não estava bem, ele sonhou com muitos mortos, e um dos corpos era dele. “O diabo atormenta as pessoas com essa enfermidade, trazendo imagens de morte. Entendi que havia algo espiritual por trás dessa situação”, disse.

Em poucos dias, toda a família foi contaminada pela Covid-19 — a esposa, filhos, noras, genro e netos. E assim foi iniciada uma verdadeira batalha em oração.

“Mudei muito nesses dias e reavaliei alguns conceitos sobre as pessoas, amigos e família”, observa o pastor. “Fiquei feliz em ver meus filhos conduzindo isso de forma equilibrada, sem entrar em pânico”.

Mara Engel, esposa de Joel, foi a pessoa que enfrentou os sintomas mais intensos entre a família. Ela lembra que Deus mostrou a ela o “nível de guerra” que estavam enfrentando durante a doença.

Certa noite, com febre alta e muita dificuldade para respirar, Mara foi fortalecida por Joel Engel. “Eu disse ao meu esposo: ‘eu não aguento mais’. E ele sentou na frente da cama e disse: ‘Mara, luta contra a morte! Não aceita! Eu vou orar por você, e você vai vencer’”, conta.

Depois de se recuperar da doença e emocionada por estar com a família reunida para celebrar a Ceia do Senhor, Mara testemunhou: “Estar aqui com minha família é o maior milagre que eu poderia receber de Deus”.

Veja a pregação completa:

Deixe um comentário