Senador americano diz que aborto em países de 3º mundo é solução para crise climática

Bernie Sanders é senador do partido democrata e deve tentar a corrida presidencial em 2020 nos EUA. (Foto: Gage Skidmore)

Bernie Sanders é senador do partido democrata e deve tentar a corrida presidencial em 2020 nos EUA. (Foto: Gage Skidmore)

Publicado em Sexta-feira, 6 Setembro de 2019 as 8:39

O senador Bernie Sanders (I-VT), um dos principais candidatos à nomeação presidencial do Partido Democrata em 2020, provocou indignação por vincular o aborto ao controle da população e até mesmo como solução para a crise climática, durante um evento da CNN em Vermont, na quarta-feira à noite.

Durante uma debate sobre mudanças climáticas, Sanders disse que apoiaria programas financiados pelos contribuintes para fornecer abortos e controle de natalidade para mulheres nos países em desenvolvimento como uma medida para combater a crise climática. A ideia foi dada pelo senador em resposta à pergunta de uma pessoa da plateia, que sugeriu que um "controle populacional" seria necessário para combater este tipo de crise.

"O crescimento da população humana mais que dobrou nos últimos 50 anos. O planeta não pode sustentar esse crescimento. Sei que esse é um tópico venenoso para os políticos, mas é crucial enfrentá-lo", perguntou a pessoa da plateia ao senador de Vermont. "Capacitar as mulheres e educar a todas sobre a necessidade de conter o crescimento da população parece uma campanha razoável a ser adotada. Você seria corajoso o suficiente para discutir esse assunto e torná-lo uma característica essencial de um plano para enfrentar a catástrofe climática?"

"A resposta é sim", respondeu Sanders. "E a resposta tem tudo a ver com o fato de que as mulheres nos Estados Unidos da América, a propósito, têm o direito de controlar seus próprios corpos e tomar decisões reprodutivas".

"E o acordo da Cidade do México, que nega ajuda americana às organizações ao redor do mundo que permitem que as mulheres abortem ou até se envolvam em controle de natalidade para mim é totalmente absurdo", continuou ele. "Então, acho que especialmente nos países pobres do mundo, onde as mulheres não querem necessariamente ter um grande número de bebês e onde elas podem ter a oportunidade, através do controle da natalidade, de controlar o número de filhos que têm, é algo que eu apoio muito, muito fortemente".

Os partidários pró-vida consideraram a resposta de Sanders "horrível".

A advogada constitucional Jenna Ellis disse ao programa Newswatch da CBN que concorda com outros conservadores e considera os comentários de Sanders "absolutamente horríveis".

"Isso é algo em que os democratas estão priorizando um interesse político literalmente na vida de milhões de crianças", disse ela. "E pensar que Bernie Sanders e os democratas poderiam ser tão insensíveis à vida humana e, especialmente em outros países, que dizer, simplesmente por causa das mudanças climáticas precisamos promover o aborto e incentivar jovens mães a literalmente assassinar seus filhos?".

"Se isso não mostra ao povo americano o quão longe a esquerda progressista foi com o Partido Democrata, não sei mais o que o fará", acrescentou Ellis.

"Nosso governo não tem argumentos legais ou morais constitucionais plausíveis para promover ou pagar abortos em outros países", observou ela.

A apresentadora da CNN, S.E. Cupp disse que Sanders estava falando sobre eugenia quando fez esses comentários. A eugenia é definida pelo dicionário Merriam-Webster como "a prática ou defesa do melhoramento seletivo controlado de populações humanas (como por esterilização) para melhorar a composição genética da população".

"Vamos apenas declarar: falar sobre a necessidade de 'controle populacional' através do ABORTO em prol do CLIMA é mesmo que promover a EUGENIA", twittou Cupp. "O fato de a @BernieSanders estar disposto a alimentar essa idéia vil não é apenas nojento, deve ser desqualificante."

A âncora seguiu em um segundo tweet: "Além disso, se vamos falar sobre controle populacional, devemos trazer a teoria malthusiana, uma história de advertência contra não prever como a ciência e a indústria resolveriam problemas futuros, como o crescimento da população. Vamos conversar, @BernieSanders".

Outros usuários de mídia social também responderam aos comentários de Sanders com desdém.

"Gente, Bernie conseguiu. Ele declarou que as crianças do Terceiro Mundo são problemáticas", twittou Michael Brendan Dougherty.

Outra usuária do Twitter, Bennie Johnson também postou:

"Eleitor democrata: Existem muitos humanos na terra.

Bernie: Eu concordo. Precisamos financiar abortos em países pobres do terceiro mundo.

Isso é absolutamente horrível. "

E outro usuário, Jeremy Boreing escreveu: "O aborto para combater as mudanças climáticas é o sacrifício humano de 2019 para Deus enviar chuva do céu".

Deixe um comentário