Setembro Amarelo: Governo divulga campanha para alertar sobre suicídio de jovens

Atriz Regina Duarte participa voluntariamente da campanha. (Foto: Reprodução/YouTube)

Atriz Regina Duarte participa voluntariamente da campanha. (Foto: Reprodução/YouTube)

Publicado em Terça-feira, 10 Setembro de 2019 as 2:56

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado por Damares Alves, acaba de lançar nesta terça-feira (10) campanha de combate ao suicídio e à automutilação de crianças e jovens.

Damares escreveu em seu perfil no Twitter que “nossa campanha #AcolhaaVida está linda. Agradeço ao Bernardinho, ao Lars Grael, à Regina Duarte e à Luiza Brunet por terem participado voluntariamente.”

A ministra estimulou as pessoas a participarem da campanha: “Gente, vamos transformar esse #SetembroAmarelo em sinônimo de valorização da vida.”

O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos no mundo, atrás apenas de acidentes de trânsito. E a cada 40 segundos uma pessoa se suicida, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda. Esses e outros dados fazem parte de um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado na segunda-feira (9) véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro).

Quando olhamos para uma faixa etária ainda mais jovem - de 15 a 19 anos -, o suicídio aparece como segunda causa de mortes entre as meninas, após as complicações na gravidez, e a terceira entre meninos, depois de acidentes de trânsito e violência.

A OMS estima que cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio por ano - os números do relatório são referentes a 2016. No Brasil, foram registrados 13.467 casos, a grande maioria - 10.203 - entre homens, segundo a entidade.

Campanha

Foram gravados vídeos, com atrizes e atletas, para alertar sobre sinais que possam indicar sofrimento severo.

Participam da campanha as atrizes Luiza Brunet e Regina Duarte, além do velejador Lars Grael e do técnico de vôlei Bernardinho. Todos participaram de forma voluntária.

Na peça, Bernardinho alerta que quem se automutila não está “querendo de atenção”. “Pode ser sinal de uma dor profunda”, afirma.

O vídeo encerra com o slogan da campanha; “Se envolva, ame, abrace, acolha a vida”.

A campanha será iniciada nesta terça-feira, 10, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados. Os quatro foram convidados a participar da solenidade, organizada pela ministra Damares Alves em parceria com a Frente Parlamentar de Combate ao Suicídio e Automutilação.

Assista:

Deixe um comentário