“Descubra e não despreze o dom que Deus te deu”, diz Helena Tannure

Em uma mensagem para mulheres, a pastora Helena Tannure disse que quando a pessoa fica olhando o dom do outro, para de frutificar e de florescer no chamado específico que Deus deu a cada um. “O melhor para você é a vontade dele para sua vida”, disse a pregadora.

Helena explicou que “o dom é a maneira de como servimos a Deus e a vontade de Deus é que sirvamos uns aos outros e que qualquer dom que não visa a edificação não é um dom espiritual”.

“É importante descobrirmos o dom que temos, porque ele aponta o nosso destino e propósito”, explicou. A pastora disse que “o que o diabo quer é nos manter ignorantes do nosso propósito, batendo cabeça para lá e para cá, mal agradecidos pelo que já temos”.

A pregadora disse que olhar a vida do outro, invejar e cobiçar o que o outro tem faz parte desse “desvio” de ótica, algo usado pelo diabo para “abortar” o propósito que Deus tem para cada um. Helena enfatiza que não se deve desprezar a semente, o talento que Deus nos confiou por mais que seja algo “simples”.

Ela diz que “tudo é uma questão de perspectiva e que Deus quer que todos funcionem juntos, como igreja”, apesar dos dons e talentos serem diferentes.

Helena diz que descobrir o lugar para onde foi chamado, onde funciona deve ser o principal que a pessoa tem a fazer. Ela compara esse “funcionamento” como uma orquestra, onde não só quem toca o instrumento é importante, mas também quem o afina, quem está na mesa de som, quem ajusta os microfones... “O corpo não funciona sem eles”, explica.

A pastora faz críticas ao dizer que “as vaidades tomaram o lugar do propósito” e as pessoas só querem aparecer, ser elogiadas e notáveis. “O que a gente tem quer ser mesmo é notável no inferno, que tem que perceber os filhos da luz e o céu tem que reconhecê-los.”

As que não são percebidas, nem elogiadas, mas funcionam como Deus quer, receberão Dele os elogios. Ela lembra que os nossos dons não são para que a gente sirva aos nossos propósitos pessoais. “Não foi para nos orgulharmos que Deus nos deu dons e habilidades naturais e espirituais, mas para a edificação do corpo.”

Helena Tannure cita 1 Pedro  4. 10-11 e pede para que as pessoas descubram o seu propósito, identifiquem o seu dom natural, busquem fielmente, dedicadamente os dons espirituais e “transbordem para dentro de sua casa, na vida dos seus filhos, amigos, na igreja, no trabalho...”

A pastora disse que muitas pessoas que têm “trabalhos simples” sustentam missionários. “Não despreze o dom que Deus colocou em suas mãos”.

A pastora disse ainda que “quando a gente encontra o nosso propósito, a vida fica deliciosa, porque nascemos para compartilhar, abençoar... O individualismo e o egoísmo secam as pessoas, mas quando alguém transborda mais cheia fica”.

Deixe um comentário