Levanta e anda

Quadro do pintor francês Nicolas Poussin (1655)  mostra Pedro e João curando homem coxo. (Foto: Wikimedia Commons)

Quadro do pintor francês Nicolas Poussin (1655) mostra Pedro e João curando homem coxo. (Foto: Wikimedia Commons)

Publicado em Terça-feira, 25 Setembro de 2018 as 9:04

Era cerca de quinze horas. Os apóstolos Pedro e João subiam as escadarias do Templo em Jerusalém, para onde se dirigiam a fim de participar da oração que ali se fazia à tarde.

Naquele local, costumeiramente ficava um homem com uma marcante deformidade física, pedindo esmolas.

Imagine o diálogo que então se travou:

Dêem-me uma esmola senhores, por favor.

Não disponho, no momento, de nenhum dinheiro, respondeu Pedro.

Igualmente eu, falou João.

Certamente aquele homem baixou seus olhos para as escadas, sem esconder a decepção.

Todos nós, em algum ou outro lugar, presenciamos cena parecida.

Pedro e João certamente se entreolharam e sem qualquer rodeio o primeiro disparou: “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho isto te dou. Em nome de Jesus Cristo, o nazareno, levanta-te e anda”.

Bem, o resultado foi espetacular.

Diz-nos o texto bíblico: “E, tomando-o pela mão direita o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram. E, saltando, pôs-se em pé e andou e entrou com ele no templo, andando e saltando e louvando a Deus. E todo o povo o viu andar e louvar a Deus”.

Ante o falar e o agir de Pedro e João, invocando o poder que há no nome do Senhor Jesus Cristo, Deus se fez presente e o milagre aconteceu.

Falar e agir, crendo, eis o dado importante.

Mas, o “levanta-te e anda” sugere algo mais para mim e para você. Por exemplo: uma tomada de atitude em relação à nossa vida. Você já fez uma pausa para questionar sobre a sua vida futura?.

Após a morte, o que acontecerá? Onde você passará a eternidade? Onde passaremos a eternidade?.

Trata-se de questão séria a exigir, também, atitude séria.

Levanta-te e anda em direção ao Senhor Jesus Cristo, aceitando-O e O declarando seu Salvador e Senhor, porque “em nenhum outro há salvação, pois também debaixo do céu, nenhum nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12).

Isto é real. Por mais que falem e escrevam o contrário, não há outro meio. O próprio Senhor Jesus Cristo, quando transmitia as últimas instruções aos seus discípulos, entre ele Pedro e João, afirmou enfaticamente: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai, senão por mim” (João 14:6).

Ao longo de mais de cinquenta anos tenho sido testemunha ocular de vidas que foram transformadas pela aceitação de Jesus Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador de suas vidas.

É, portanto, hora de te levantares e decididamente andares em direção a “esse Caminho e por esse Caminho”, que é Jesus Cristo.

Não importa o que digam, o que pensem e nem mesmo o que tens feito, que vida tens levado. Para Jesus Cristo, o Filho de Deus, isto não faz a menor diferença; não é importante.

A salvação da minha e da tua vida é questão muito séria, cuja decisão não pode ser deixada para depois. No teu dia a dia, nas tuas atividades existem negócios e decisões que podem ser adiados, podem aguardar oportunidade melhor indicada.

Não é assim, entretanto, com as questões referentes à salvação, as quais devem ocupar sempre o primeiro lugar na minha e na tua vida.

Deixar para segundo plano questão importante como esta pode ser fatal, a final não nos é dado saber e nem dispor sobre o futuro, porque, como afirma a sabedoria popular “o futuro a Deus pertence”.

No episódio narrado em Atos 16:32, referente à prisão do Apóstolo Paulo e de seu amigo e companheiro de ministério Silas, acusados da prática do crime de pregar o Evangelho de Jesus Cristo, o carcereiro desesperado, indagou-lhes:

“Senhores, o que é necessário que eu faça para me salvar?”.

A pronta resposta foi: “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”.

Naquela mesma hora ele creu e foi batizado e “...com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus” (Atos 16:33-34).

Levanta, anda e creias no Senhor Jesus Cristo e O aceites como aquele que, na cruz, morreu em teu (e também em meu) lugar, buscai-O “porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10:13).

 

S. Lino Simão

Deixe um comentário