“Nossas casas caíram, mas Deus sempre merece ser louvado”, diz pastor em Moçambique

Em meio aos destroços de uma igreja, cristãos afetados pelo ciclone Idai, em Moçambique, se reuniram para um culto ao ar livre no último domingo (24).

Imagens registradas pelo pastor da Igreja Presbiteriana Renovada, na cidade da Beira, mostram um grupo de mulheres dançando e cantando hinos de gratidão a Deus.

“Nós temos que agradecer a Deus por tudo o que Ele fez por nós. As nossas casas caíram, mas Deus sempre merece ser louvado. Estamos aqui para louvar o nosso Deus”, disse o pastor Adelino Nsona no vídeo.

A igreja é mantida pela Missão Mãos Estendidas (MME), que tem mais de 350 igrejas e centros infantis espalhados pelos três países afetados pelo ciclone.

O ciclone Idai atingiu a cidade da Beira com ventos de até 170 km/h, antes de seguir para o Zimbábue e o Malawi, destruindo casas e matando pelo menos 656 pessoas.

Segundo Elias Caetano, diretor da MME, existem três necessidades mais urgentes: alimentação, remédios e reconstrução. “Nessas enchentes, eles acabam perdendo tudo e precisam de alimentação, além de medicamento — muitos foram feridos nas quedas das casas”, explicou ao Guiame.

Como ajudar?

Para ajudar a Missão Mãos Estendidas a enviar ajuda humanitária para a África, envie sua doação para as contas bancárias abaixo:

Deixe um comentário