Aline Barros diz que não deixará de falar de Jesus na TV: "É a minha essência"

No último domingo (6), foi ao ar pelo SBT a participação de Aline Barros no programa da Eliana. A cantora recebeu uma homenagem em razão do seu aniversário e também falou com a apresentadora sobre família, fé e carreira.

Em certo momento da participação da cantora no program (momento 31:55 do vídeo acima), Eliana chamou um quadro no qual a Aline Barros teve a oportunidade de comentar notícias divulgadas sobre ela na mídia, apontando-as como "Verdade ou Fake News".

Falando sobre uma das notícias, com o título "Aline Barros divide opiniões na web após 'pregar' na Globo", a cantora explicou que falar sobre sua fé em Jesus é algo natural dela e ela não deixará de fazer isso em nenhum programa.

"Eu nem sabia que tinha acontecido essa polêmica toda. Mas de fato, eu fui naquele programa, foi muito bom, as pessoas foram muito abençoadas. E quando as pessoas me levam para cantar e fazer algum tipo de programa, elas sabem que comigo vai a minha essência, aquilo que eu acredito. Então, não tem como ser diferente, eu sou isso aí", explicou.

Em outra notícia, o título era "Aline Barros exorta o público a ler a Bíblia: 'Pessoas gostam de ouvir, mas não de obedecer'". A cantora afirmou que ela realmente tem o costume de fazer esse tipo de exortação.

"Deve ser verdade, porque eu sempre falo a respeito de você não somente ouvir, mas de praticar aquilo que ouve, que lê na Palavra de Deus. Se você diz que ama a Deus, então siga os conselhos que Ele te dá, as orientações que Ele deixou para você na Palavra", disse.

Família

Falando sobre seu casamento, Aline afirmou que realmente se guardou para seu marido, o ex-jogador de futebol Gilmar, o qual também foi seu primeiro namorado.

"Verdade! Só que não foram quatro anos, foram quatro anos e meio. Gilmar foi meu primeiro namorado. Eu estava com 18 anos e nós optamos por esperar a hora certa, o momento certo. Acho que tudo tem a sua hora, a Bíblia nos orienta assim", destacou.

Ao falar sobre maternidade, ela destacou que corrigir também é um ato de amor.

"Nós, como pais, a gente acaba sendo referência para os nossos filhos em tudo. Eu sou mãezona, mas quando tenho que colocar os meus filhos na linha e falar com eles a verdade para corrigí-los, até para que amanhã eles sejam melhores do que são hoje, tem que fazer", disse. "O que eu tenho aprendido é que quando a gente ama, a gente corrige. Se você não ama, vai deixar a coisa passar e vai fazer pouco caso. Não, não é bem assim. O não também faz parte, tem que ter isso".

Deixe um comentário