37 exercícios que mais queimam calorias

(Foto: iStock/Getty Images)

(Foto: iStock/Getty Images)

Publicado em Quarta-feira, 11 Outubro de 2017 as 9:01

Uma relação com os exercícios que mais queimam calorias foi desenvolvida por pesquisadores da Clínica Mayo, uma das organizações de pesquisas médicas mais conceituadas da Estados Unidos, com base no Instituto Nacional de Saúde do país.

Embora a lista faça uma média do gasto calórico, tudo depende da intensidade da atividade e do peso do praticante — quanto mais pesado, mais calorias se perde. Confira:

1. Corrida (a uma velocidade de 12 km/h) 861 – 1.074 cal

Quando Usain Bolt quebrou o recorde mundial de 100m, ele estava acelerando a 43 km/h. Então, pensar em correr a 12 km/h pode ser atividade relativamente fácil.

2. Pular corda – 861-1.074 cal

Além de divertido, é uma ótima opção para perder muitas calorias.

3. Futebol – 752-937 cal

De acordo com o último censo global realizado pela Fifa, estima-se que existam 265 milhões de pessoas que jogam futebol.

4. Tae kwon do – 752-937 cal

Esta arte marcial coreana se concentra em belos chutes em direção à cabeça. Para se ter uma ideia, somente na Grã-Bretanha há mais de 20.000 membros na Associação de Tae kwon do. Lá, há mais de 600 academias especializadas no esporte.

5. Natação, com movimentos rápidos – 715-892 cal

A natação é um tipo de exercício que envolve o corpo inteiro e isso é ótimo para as articulações. Movimentos bem desempenhados e feitos com rapidez garantem muitas calorias a menos.

6. Subir escadas correndo – 657-819 cal

Além de definir coxas e glúteos, incluir subidas de escada ao treino queima muitas calorias. De acordo com estudo do jornal britânico de medicina esportiva, mulheres sedentárias que passaram a subir degraus correndo não só aumentaram a capacidade aeróbica máxima em 17,1 % , como reduziram o colesterol “ruim” em 7,7% — além de observarem perda de peso, em uma hora de treino.  E o melhor: qualquer escada de casa serve.

7. Corrida leve (a uma velocidade de 8 km/h) – 606-755 cal

Correr mais rápido obviamente gasta mais calorias. Mas praticar o exercício em ritmo razoável também gasta. Tente correr em ritmo moderado, a cerca de 8 km/h por uma hora e veja o resultado.

8. Tênis – 606-755 cal

Estudos com diversos jogadores de tênis comprovaram que a massa óssea do braço desses atletas é mais forte do que a de pessoas que não praticam o esporte – o que sugere que jogar tênis durante a vida aumenta a mineralização dos ossos do braço.

9. Escalada – 606-755 cal

Cada parede de escalada é um quebra-cabeça, pois o cérebro precisa pensar nos próximos passos, onde o praticante deverá colocar as mãos e os pés. Treina-se mente e o corpo.

10. Futebol americano – 584-728 cal

Além da perda calórica, praticantes do esporte aumentam força e equilíbrio. Em 2009, aconteceu o primeiro campeonato brasileiro dessa modalidade de futebol. Segundo a Confederação Brasileira de Futebol Americano, já existem mais de 100 times espalhados pelo país.


(Foto: Veja)

11. Basquete – 584-728 cal

Basquete é daqueles esportes ótimos para exercitar a coordenação motora. É preciso mirar a cesto, correr batendo a bola, se desvencilhar do adversário e, enfim, suar a camiseta.

12. Patinação – 548-683 cal

Ao patinar, você faz força com as pernas para o lado. O movimento fortalece a parte externa dos glúteos e é bastante divertido.

13. Aeróbico de alto impacto – 533-664

Os exercícios de alto impacto incluem corrida, saltos e outras sequências misturadas. É preciso abaixar, tocar o chão, pular, subir rapidamente…

14. Raquetebol – 511-637 cal

À primeira vista, o esporte, muito praticado pelos americanos, lembra o squash: ambos são atividades com raquete, jogados em quadras fechadas e com bolas de borracha. As diferenças estão nas regras do jogo, no tamanho da quadra e no tipo de raquete. Mas é tão divertido quanto.

15. Patinação no gelo – 511-637 cal

A patinação no gelo é benéfica para as articulações, já que é de baixo impacto, além de melhorar equilíbrio e coordenação. Ótimo para todas as idades.


(Foto: Sáshenka Gutiérrez/EFE/Veja)

16. Mochilar – 511-637 cal

Qualquer viagem ao estilo de mochileiros, com bagagem nas costas e muita caminhada, será, além de divertida, benéfica para se livrar de algumas calorias. Ainda melhor se essa mochila estiver cheia de roupas de ginástica.

17. Esqui lento (à uma velocidade de 4 km/h) – 496-619 cal

O esqui lento requer uma técnica semelhante à da patinação tradicional e a no gelo — em vez de simplesmente empurrar-se para baixo em uma montanha, por exemplo, se deixe levar com pouquíssimos movimentos.

18. Wakeboard ou esqui aquático – 438-546 cal

O esporte proporciona um excelente treino de pernas. O praticante tem que estabilizar suas pernas para absorver os impactos na água.

19. Máquina de remo – 438-546 cal

Quem tiver problemas nas costas, é melhor evitar esse exercício. Acredita-se que 30% a 50% dos praticantes poderão ter  algum episódio de dor lombar, em um período de doze meses.

20. Caminhadas – 438-546 cal

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan descobriu que caminhar em terrenos irregulares aumenta a quantidade de energia gasta em 28% a mais do que em terrenos planos.


(Foto: Thinkstock/Veja)

21. Natação leve – 423-528 cal

O exercício de peito é o menos benéfico para o gasto calórico, mas ainda assim o mais eficaz para treino cardiovascular.

22. Hidroginástica – 402-501 cal

Na hidroginástica, os exercícios realizados na têm pouco impacto. É recomendado principalmente para a terceira idade.

23. Beisebol – 365-455 cal

Jogadores profissionais de beisebol tendem a ser magros, com baixo índice de gordura corporal e com grande capacidade de corrida em apenas sete segundos.

24. Canoagem – 256-319 cal

A principal diferença entre uma canoa e um caiaque está nas lâminas da pá (a canoa tem uma, o caiaque tem duas). A  posição de assento também é um diferencial: enquanto o canoísta se senta ou se ajoelha, o praticante de caiaque fica com as pernas esticadas na parte da frente.

25. Halterofilismo – 365-455 cal

Levantamento de peso. Estudos comprovam que a atividade é capaz de retardar a chamada sarcopenia: perda natural de massa muscular que ocorre à medida que envelhecemos.

26. Corrida leve, ao estilo trote, em esteira – 365-455 cal

Se puder optar por dar os chamados “trotes” em asfalto, tanto melhor. Mas ter esteira em casa é uma ótima forma de não escapar dos exercícios diários.

27. Aeróbico de baixo impacto – 365-455 cal

Qualquer tipo de treino que não seja musculação, com baixa intensidade. O gasto calórico é garantido.

28. Caminhada leve (à velocidade de 5km/h) – 314-391 cal

Friedrich Nietzsche já dizia que as grandes ideias acontecem ao caminhar.

29. Esqui alpino – 314-391 cal

Conhecido esporte de inverno, consiste em percorrer um percurso com passagens obrigatórias, e entre estacas plantadas na neve chamadas “portas”. O objetivo é completar o trajeto no menor tempo possível.

30. Golfe – 314-391 cal

Há estudos que comprovam que golfistas vivem, em média, cinco anos a mais em relação aos não praticantes do esporte. No mínimo, vale tentar e se divertir com as tacadas.


(Foto: iStock)

31. Vôlei – 292-364 cal

Um estudo de 2017 da Universidade Pública de Economia, de Londres, com 459 atletas, comprovou que aqueles que praticavam esportes de equipe, como o vôlei, relataram estar mais satisfeitos com sua vida em geral.

32. Pedalada leve  (menos de 10 mph) – 292-364 cal

Diversos estudos já comprovaram que andar de bicicleta estimula a produção de endorfina, ativa a circulação sanguínea e gera bem-estar.

33. Caiaque – 365-455 cal

Andar com caiaque é unir o útil ao agradável: bela vista do mar, com bastante exercício nos braços. Aventure-se!


(Foto: iStock/Getty Images)

34. Tai chi – 219-273 cal

A prática originária na China do séc. XIII é caracterizada por movimentos leves e graciosos. Ideal para qualquer idade, com  impacto zero nas articulações.

35. Boliche – 219-273 cal

Além de tonificar os músculos, um jogador de boliche certamente vai perder calorias ao se esforçar para jogar bolas cada vez mais pesadas.

36. Dança de salão – 219-273 cal

Com variações de passos aos diversos ritmos aprendidos em aulas de dança de salão, uma hora é suficiente para perder até 273 calorias, em média.

37. Caminhada lenta – 204-255 cal

Exercitar-se sempre, não importa a que ritmo ou velocidade. Caminhadas são fáceis, práticas e garantem um gasto mínimo de energia.

Deixe um comentário