Por que mulheres têm mais celulites que homens?

A celulite é uma inflamação que faz as células de gordura inchar. (Foto: dimid_86/Thinkstock/Getty Images)

A celulite é uma inflamação que faz as células de gordura inchar. (Foto: dimid_86/Thinkstock/Getty Images)

Publicado em Quarta-feira, 24 Outubro de 2018 as 4:58

Por que será que dificilmente vemos homens com celulites e ela ocorre mais entre o sexo feminino? Segundo o nutrólogo e colunista do UOL VivaBem, Guilherme Giorelli, isso acontece principalmente por diferenças hormonais e no tecido adiposo (camada de gordura do corpo).   

O estrógeno, hormônio característico das mulheres, provoca uma maior retenção de líquidos e contribui para o estoque de gordura no bumbum e nas coxas — e a celulite é uma inflamação que faz as células de gordura inchar, comprimindo vasos sanguíneos e linfáticos, o que leva ao acúmulo de líquido no local.    

Já a testosterona, hormônio responsável pelas características sexuais masculinas, contribui para o aumento do tecido muscular. Como a derme e o tecido gorduroso estão acima dos músculos, isso contribui para a aparência e saúde da pele.  

Além disso, no tecido adiposo do organismo feminino há traves finas de fibras que permeiam a gordura de maneira perpendicular, enquanto no masculino elas são mais grossas e estão dispostas de maneira oblíqua. E os furinhos vistos na pele são as traves fibróticas sendo comprimidas pela gordura.  

Como evitar a celulite

A prática regular de atividade física e a boa alimentação são essenciais para combater a retenção de líquido, o acúmulo de gordura e alterações na microcirculação. Logo, vão ajudar a diminuir a celulite.   

"Hidratação inadequada e dietas ricas em sódio, açúcares e carboidratos só pioram o quadro", indica a nutróloga e endocrinologista Priscilla Martins*. Portanto, beba água suficiente ao longo do dia e siga um cardápio rico em alimentos naturais (verduras, legumes, carnes, frutas) e evite os produtos industrializados.   

Invista também em alimentos como café, frutas vermelhas, salmão, atum, sardinha e frutas ricas em vitamina C. Esses ingredientes contribuem para a melhora da circulação e diminuição do edema.  

Segundo Eduardo Netto*, educador físico e diretor técnico da Bodytech, emagrecer sempre ajuda a reduzir a celulite. Quando a gordura diminui, automaticamente aumenta o fluxo de sangue e melhora a inflamação.  

O ideal é investir em exercícios aeróbicos, corrida, caminhada e spinning, que contribuem para a boa circulação sanguínea e também proporcionam grande gasto calórico — e, consequentemente, perda de gordura se sua dieta estiver equilibrada.  

*Fontes consultadas em reportagem do UOL VivaBem publicada em 01/12/2017

Deixe um comentário